Pular para o conteúdo principal

Colégio cristão é processado por demitir funcionária que fez sexo antes do casamento


Uma gravidez antes do casamento resultou na demissão de Teri James (à esquerda na foto), 29 anos, que trabalhava para o colégio cristão San Diego, na Califórnia. Agora, já casada, Teri contratou uma advogada e está processando a direção do colégio.
Quando foi contratada, o colégio a fez assinar um contrato de trabalho com cláusulas que a obrigava a não se demonstrar “comportamento sexual imoral incluindo sexo antes do casamento”.
Entretanto, Teri afirmou que como estava desempregada, aceitou a cláusula por necessidade: “Eu precisava de um emprego nesta economia e por isso nunca pensei que alguma coisa iria acontecer”, afirmou em entrevista à rede de TV NBC.
A ex-funcionária relatou que foi humilhada por seu supervisor no ano passado, quando ele descobriu sua gravidez e a demitiu.
A maior reviravolta no caso foi um convite pela direção do colégio ao agora seu marido, para que ele trabalhasse na instituição, mesmo sabendo que ele havia praticado sexo antes do casamento.
Sentindo-se injustiçada, Teri destacou a incoerência da direção do colégio cristão e afirmou que sua demissão durante a gravidez a deixou em situação econômica vulnerável: “Eu era solteira, grávida e eles levaram o meu sustento”, disse, demonstrando indignação.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagem de Ensinamento com Pr. Clodoaldo Alves da Costa 08/08/2017

Culto de Ensinamento na IEADN em Boa Vista Roraima, com nosso Pastor Presidente Clodoaldo Alves da Costa