Pular para o conteúdo principal

É oficial: pastor Marco Feliciano é o novo presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara


O pastor Marco Feliciano foi confirmado pelo PSC como seu candidato à presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados.
Como há um consenso entre os partidos da base aliada do governo, a votação segue apenas como uma formalidade, e o indicado do partido é o virtual eleito, fato que se confirmará na votação, que acontecerá nesta quarta-feira, 06 de março, às 14h00.
Minutos antes da coletiva de imprensa do partido para o anúncio do nome do candidato, o próprio Feliciano usou seu perfil no Twitter para publicar um link de seu site onde seria transmitido o anúncio.
No último dia 28 de fevereiro, o PSC publicou em seu site uma nota onde afirmava que seu indicado seria um parlamentar que já atuasse na comissão e que defendesse o ponto de vista do partido: “Após dois anos à frente da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara, neste ano de 2013, o Partido Social Cristão (PSC) escolheu assumir a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias. O líder do PSC, deputado André Moura (SE), deve anunciar o nome do parlamentar que irá ocupar o cargo nesta terça-feira (5). Moura adianta que escolherá um nome que já atue na área de Direitos Humanos e que defenda as bandeiras de luta do Partido Social Cristão”.
A indicação de Feliciano para um dos principais cargos do partido no Congresso é uma mostra da priorização do partido para temas delicados e que são conflitantes com princípios do cristianismo.
A candidatura do pastor assembleiano foi cercada de polêmica e protestos por parte do ativista e deputado federal Jean Wyllys (Psol), além de campanhas contrárias encabeçadas pelo apresentador do CQC Marcelo Tas e pelo movimento cristão Rede Fale. O PT tentou articular, de última hora, uma troca do nome do candidato do PSC, porém, sem sucesso.
Marco Feliciano concedeu uma entrevista ao site da revista Veja na segunda-feira, 04 de março, e afirmou que “a comissão [de Direitos Humanos] discute exatamente como garantir melhores condições para setores considerados excluídos. Existe um protecionismo exacerbado com o movimento LGBT. O medo deles é que eu comece a revirar a caixa de Pandora e ver onde as verbas foram investidas, se houve direcionamento”.
Para o deputado federal, a postura dos ativistas gays é contraditória, quando o acusam de intolerância e racismo: “Não tenho problemas em discutir assuntos ligados à homossexualidade. Eles é que não dão direito ao contraditório. Não os xingo de nenhuma palavra. As palavras obscurantista, fundamentalista e desgraçado foram usadas por eles contra mim”.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Postagens mais visitadas deste blog

O que é Infarto?

Sinônimos: Infarto agudo do miocárdio, Parada cardíaca, Ataque cardíaco Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Causas A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias. As artérias coronárias levam sangue e oxigênio para o coração. Se o fluxo sanguíneo estiver bloqueado, o coração ficará sem oxigênio e as células cardíacas morrerão. A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias Um substância dura chamada placa pode se acumular nas paredes de suas artérias coroná…

Mensagem de Ensinamento com Pr. Clodoaldo Alves da Costa 08/08/2017

Culto de Ensinamento na IEADN em Boa Vista Roraima, com nosso Pastor Presidente Clodoaldo Alves da Costa