Pular para o conteúdo principal

Jean Wyllys diz que irá processar assessoria de Marco Feliciano, Marisa Lobo e Facebook por calúnia e difamação


O deputado federal e ativista gay Jean Wyllys (PSOL-RJ) afirmou através do Twitter que pretende processar o autor do vídeo em que o pastor Feliciano ironiza opedido de renúncia de seu cargo na Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM).
O vídeo foi publicado no Youtube pela WAP TV, que presta assessoria de comunicação a Feliciano, e gerou bastante controvérsia, resultando em aumento de pressão contra o pastor para que ele renuncie à presidência da CDHM.
O deputado ainda fez menção de processar uma psicóloga que teria propagado calúnias postadas nas redes sociais contra ele. Sem citar o nome, Wyllys chama-a de “fulana” e afirma que a pessoa é “a mesma que chamou Xuxa de ‘monstro’ num vídeo”.
“Aviso que fizemos representação criminal contra o autor do vídeo criminoso que me difama hospedado no canal Youtube do assessor de Feliciano. Fizemos também pedido à Polícia Federal que investigue a origem das calúnias e difamação atribuídas a mim e postas em circulação no Facebook. O próprio Facebook deverá responder por que manteve as calúnias em circulação mesmo tendo recebido milhares de denúncias contra elas. Além de minha representação criminal, também os deputados Erika Kokay e Domingos Dutra, também atingidos pelo vídeo criminoso, farão as suas. O vídeo criminoso manipula nossas falas em entrevistas, edita-as e as descontextualiza de modo que pareça que dissemos outra coisa. O vídeo criminoso tem a clara intenção de levar fracos de espírito, fanáticos e gente de má fé a nos insultar e atacar com violência! [...] Outra que será alvo de representação criminal é uma criminosa (porque calunia e difama) que se faz passar por ‘psicóloga’. É a divulgadora. Obscura e estúpida, essa fulana é quem propaga as calúnias contra mim postadas na rede; ela é a tal que diz reverter a homossexualidade! Dizem que a fulana (recuso-me a chamá-la de psicóloga!) que espalha as calúnias contra mim é a mesma que chamou Xuxa de ‘monstro’ num vídeo!”, escreveu o deputado Wyllys em seu perfil no Twitter.
As indicações feitas pelo deputado apontam para a psicóloga Marisa Lobo que tem se posicionado opostamente contrária ao “ativismo intelectualmente desonesto promovido pelos movimentos LGBTT”, segundo ela.
twitter jean wyllys
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagem de Ensinamento com Pr. Clodoaldo Alves da Costa 08/08/2017

Culto de Ensinamento na IEADN em Boa Vista Roraima, com nosso Pastor Presidente Clodoaldo Alves da Costa