Pular para o conteúdo principal

Organizada por Silas Malafaia, Marcha para Jesus no Rio será financiada com dinheiro público


A Marcha para Jesus do Rio de Janeiro, que tem previsão para acontecer no dia 29 de maio, será novamente financiada com dinheiro público, é o que afirma o jornalista Lauro Jardim. O dinheiro que servirá para custear a manifestação religiosa será repassado pela prefeitura do Rio de Janeiro.
Os valores a serem repassados ao evento ainda não estão acertados, mas serão definidos na próxima semana pelo prefeito Eduardo Paes e pelo pastor Silas Malafaia, que é o responsável pela organização da Marcha. No ano passado, foram repassados 2,5 milhões de reais para o evento, sendo que Malafaia devolveu 500 000 reais aos cofres públicos.
Trazendo como tema “Jesus, uma vida com atitudes”, o evento também terá apoio da Rede Globo, o que pode garantir espaço em telejornais e inserções de anúncios durante a programação da emissora.
A proximidade de Malafaia com a política vem sendo comentada também por causa da celebração do casamento do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), que foi realizada pelo pastor. A cerimônia aconteceu na noite da última quinta-feira (21), na casa de festas Mansão Rosa, no Alto da Boa Vista, no Rio.
De acordo com o iG, o motivo de Malafaia ter celebrado a união foi o fato de que a noiva, Michelle, 32 anos, é membro da igreja de Malafaia e queria ser casada pelo pastor.
- Eu também sempre gostei dele, de suas pregações e dos valores que defende. Ele está do lado da verdade – justificou o deputado, que assim como Silas Malafaia é um forte opositor de ativistas gays e também está no centro da polêmica sobre Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, atuando em defesa do presidente, o pastor evangélico Marco Feliciano (PSC-SP).
As opiniões de Malafaia e Bolsonaro, a respeito do casamento e identidade familiar foram ressaltadas no discurso feito pelo pastor durante a cerimônia.
- O primeiro princípio é que Deus fez macho e fêmea. (…) Toda a História da civilização humana está sustentada no homem, na mulher e em sua prole. Deus só criou duas instituições na Terra: família e igreja. Família é homem, mulher e sua prole. Para a perpetuação da espécie, completude desse ser (…), o homem só se completa na mulher e a mulher só se completa no homem. O resto é blábláblá. Nada mais e nada menos – afirmou o pastor durante a celebração.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagem de Ensinamento com Pr. Clodoaldo Alves da Costa 08/08/2017

Culto de Ensinamento na IEADN em Boa Vista Roraima, com nosso Pastor Presidente Clodoaldo Alves da Costa