Pular para o conteúdo principal

Pastor publica material que mescla os Evangelhos tradicionais a novas descobertas em livro que se propõe a ser um “novo Novo Testamento”


A descoberta de novos manuscritos que são atribuídos ao tempo ou à região da Igreja Primitiva suscita inúmeras dúvidas em fiéis e intriga pesquisadores, que tentam conciliar tais textos com o conteúdo do Novo Testamento, e obter novas informações sobre o período inicial do cristianismo.
Um pastor e professor teológico está lançando nos Estados Unidos um livro que provavelmente irá sacudir o mundo acadêmico e causar polêmicas no meio cristão. Hal Taussig escreveu o livro A New New Testament: A Bible for the 21st Century Combining Traditional and Newly Discovered Texts (ainda sem título em português, mas que pode ser entendido como “Um novo Novo Testamento: Uma Bíblia para o século 21, combinando textos tradicionais e descobertas recentes”).
A ideia do livro é fornecer dados e informações para estudantes de teologia e fiéis em geral, a respeito das informações que foram conseguidas a partir das descobertas contemporâneas, mesclando esses dados aos escritos tradicionais.
“Este projeto veio se desenvolvendo lentamente ao longo dos últimos 20 anos [...] Aprendi que muito das novas descobertas de antigos documentos cristãos significava muito espiritualmente e intelectualmente para aqueles que ouviram sobre eles. Por exemplo, os casos do Evangelho de Maria, O Trovão: Mente perfeita, os Atos de Paulo e Tecla e outros. Muitas pessoas em diferentes circunstâncias ficavam me perguntando por que esse material não estava no Testamento Novo tradicional”, diz Taussig, explicando o que o motivou a publicar o livro.
Anteriormente, o pastor Hal Taussig já foi absolvido de acusações de heresia na Igreja Metodista Unida, devido às abordagens propostas por ele em seus livros: “Eu posso dizer que eu tenho uma boa quantidade de experiência com controvérsia nacional [...] Durante as acusações de heresia contra meus primeiros livros, eu achei bastante fácil de se concentrar principalmente sobre a promessa de que eu estava fazendo, em vez de os danos causados ​​a mim”, afirma o pastor.
Na entrevista concedida por ele ao blogueiro e escritor Bruce Reyes-Chow, o pastor comentou as acusações de ter ido longe demais ao considerar os livros apócrifos como viáveis para a edição de um “novo Novo Testamento”, e disse que o conteúdo deles não é desprezível: “Gostaria de citar-lhes como Maria Madalena no Evangelho de Maria consola o resto dos discípulos depois que Jesus os deixou. Gostaria de citar-lhes as Odes de Salomão que soam muito como os Salmos, na Bíblia, mas incluem Jesus naqueles ‘novos’ Salmos. Eu falaria a eles sobre como os discípulos, na Carta de Pedro a Filipe são ameaçados de morte, e que no entanto, voltaram às ruas para ensinar e curar. Gostaria de perguntar-lhes o que eles pensam dessas novas descobertas do início do cristianismo, e se eles pensam que são importantes para o público conhecer”, defendeu-se o pastor, que complementou: “Neste trabalho, é preciso manter o foco sobre o mérito da questão, e não se distrair com as pessoas que tentam desacreditar por insinuações e acusações”, pontuou.
Hal Taussig disse ainda como espera que esse livro que se propõe a ser um “novo Novo Testamento” seja visto pelas pessoas: “Espero que cristãos e não cristãos o usem como usam o Novo Testamento tradicional. Ou seja, como uma forma de estar mais perto de Deus, mais em sintonia com toda a vida, e desafiados a crescer em caráter, espírito de moralidade; Como uma nova forma de visualizar como o cristianismo começou. Isto é, como um prisma novo espumante das muitas visões e experiências diferentes dos muitos grupos que eventualmente fizeram parte da realidade do cristianismo emergente; E como uma forma de aprofundar o relacionamento com o Novo Testamento existente, novas iniciativas para tornar o cristianismo a se apresentar vivo para indivíduos e comunidades, e aqueles que procuram uma forma mais animada do mundo”, disse o pastor.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que é Infarto?

Sinônimos: Infarto agudo do miocárdio, Parada cardíaca, Ataque cardíaco Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Causas A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias. As artérias coronárias levam sangue e oxigênio para o coração. Se o fluxo sanguíneo estiver bloqueado, o coração ficará sem oxigênio e as células cardíacas morrerão. A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias Um substância dura chamada placa pode se acumular nas paredes de suas artérias coroná…

Mensagem de Ensinamento com Pr. Clodoaldo Alves da Costa 08/08/2017

Culto de Ensinamento na IEADN em Boa Vista Roraima, com nosso Pastor Presidente Clodoaldo Alves da Costa