Pular para o conteúdo principal

Marta Suplicy e Daniela Mercury criticam permanência de Marco Feliciano na Comissão de Direitos Humanos: “Tapa na Sociedade”


Para permitir que as sessões possam ser realizadas sem tumultos, a Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) decidiu, após votação entre os parlamentares, por realizar as próximas sessões a portas fechadas.
O presidente da CDHM, deputado Marco Feliciano (PSC-SP) afirmou que “está sangrando” devido à medida, mas a justificou dizendo que ela se faz necessária pois precisa “trabalhar e mostrar ao Brasil a cara da comissão”.
Entretanto, a quarta-feira foi marcada por uma nova onda de críticas e protestos contra o pastor e sua permanência na presidência da CDHM. A ministra da Cultura e senadora licenciada Marta Suplicy (PT-SP) afirmou que Feliciano não tem “estatura” para estar à frente da comissão e que sua eleição foi “um tapa na sociedade”.
Para Marta, o pastor Marco Feliciano representa o atraso: “Realmente, colocar uma pessoa que não tem histórico para presidir essa comissão, além de não ter a estatura e ser uma pessoa notoriamente preconceituosa. Foi um tapa na sociedade. Nos coloca numa situação, em relação aos direitos civis, de retrocesso”, disse a senadora, de acordo com informações do jornal O Globo.
O deputado Ivan Valente, presidente do PSOL, entrou com um segundo pedido de investigação contra Marco Feliciano pelo Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. O pedido tem a assinatura de outros nove parlamentares.
A expectativa é que o processo seja mais rápido por ter sido assinado por um presidente de partido, e pede que a investigação esclareça o uso irregular de assessores, a evolução patrimonial do pastor e sua relação com uma empresa de assessoria de imprensa, responsável pelo polêmico vídeo de sua “renúncia”.
Os protestos contra Feliciano por parte de artistas ganhou uma nova rodada, com o ator Bruno Gagliasso publicando uma foto em seu perfil no Instagram em que beija o também ator Matheus Nachtergaele, com a legenda “#Felicianonãomerepresenta”. A frase vem sendo usada nas redes sociais por ativistas gays e demais internautas que são contrários à permanência do pastor na CDHM.
A cantora Daniela Mercury, que recentemente assumiu um relacionamento homossexual com a jornalista Malu Verçosa, também criticou o pastor: “Sou apaixonada por Malu, pelo Brasil, pelas liberdades individuais. Eu acho que conquistas a gente não pode esquecer. Não podemos andar para trás, como os ‘felicianos’ da vida!”, disse, na legenda de uma foto publicada também no Instagram.
No programa Saia Justa, do canal por assinatura GNT, a apresentadora Astrid Fontenele disse que o Brasil precisa de “cidadãos bem informados” e, fazendo o popular gesto de “banana”, disse: “Feliciano, pede pra sair”.
No mesmo programa, as críticas sobraram até para a cantora Joelma Mendes, da banda Calypso. Recentemente ela afirmou ser contra o casamento gay, e por isso, o deputado Jean Wyllys, maior adversário político do pastor Marco Feliciano, disse que a cantora “perdeu uma oportunidade de ficar calada”, e que sua postura havia sido “estúpida e hipócrita”.
Em contraponto a tantos protestos, a bancada evangélica se posicionou sobre a questão e defendeu a permanência de Marco Feliciano no cargo. O presidente da Frente Parlamentar Evangélica, deputado João Campos (PSDB-GO), afirmou que “mesmo havendo divergências, o que está em jogo são as nossas prerrogativas de dizer o que pensamos”, e que a eleição do pastor para a CDHM aconteceu de maneira legítima: “Todos os passos foram respeitados, e a maioria elegeu o presidente. É preciso garantir que ele exerça seu mandato à frente da comissão”.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que é Infarto?

Sinônimos: Infarto agudo do miocárdio, Parada cardíaca, Ataque cardíaco Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Causas A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias. As artérias coronárias levam sangue e oxigênio para o coração. Se o fluxo sanguíneo estiver bloqueado, o coração ficará sem oxigênio e as células cardíacas morrerão. A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias Um substância dura chamada placa pode se acumular nas paredes de suas artérias coroná…

Banda Catedral anuncia última turnê e o seu fim

Em vídeo, os integrantes da banda, Kim, Júlio Cézar e Guilherme Morgado anunciam que o CD e DVD dos 25 anos da banda será o último trabalho. 

Nesta sexta-feira, 22 de maio, os integrantes da Banda Catedral anunciaram em vídeo, que, a gravação do Cd e DVD em comemoração aos 25 anos da banda, que será gravado em Belém (PA) e em Recife (PE), será o seu último trabalho.

O último trabalho em vídeo que vai celebrar os 25 anos de carreira da banda, recebeu o nome de “Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos”.

“Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos” será o quarto trabalho ao vivo do Catedral em DVD. Os outros títulos já lançados são “Catedral 10 Anos Ao Vivo”, “Acima do Nível do Mar - 15 Anos” e “Catedral 20 Anos de Estrada Ao Vivo”. Além desses DVDs, a banda tem outro título, “Mais que Amigos = Irmãos”, em parceria com a banda Novo Som.

Catedral é uma banda brasileira de rock cristão, formada no Rio de Janeiro em 1988, conhecida por abordar nas letras de suas canções uma mensagem cristã positiva e popula…