Pular para o conteúdo principal

Justiça aceita denúncia do MP, e presos no caso da boate Kiss serão julgados


Incêndio em boate de Santa Maria (RS)200 fotos

1 / 200
20.mai.2013 - Familiares e amigos se despedem de Mariane Wallau Vielmo, 24, durante enterro realizado na manhã desta segunda-feira (20), em Santa Maria, Rio Grande do Sul. Mariene é a 242ª vítima do incêndio na boate Kiss. A jovem morreu após 112 dias de internação no Hospital de Clínicas, em Porto Alegre, de falência de múltiplos órgãosClaudio Vaz/Agência RBS

A Justiça de Santa Maria (RS) aceitou integralmente as denúncias feitas pelo Ministério Público, o que faz com que os oito denunciados no caso do incêndio da boate Kiss, que matou  241 pessoas e feriu outras dezenas em janeiro, virem réus. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (3).

NÚMEROS DA TRAGÉDIA

  • 241 mortes


  • 623 feridos


  • 864 pessoas na boate


  • 3h17

    (hora do incêndio)

    "Aceito as denúncias em sua integralidade", afirmou o juiz Ulysses Louzada. "E defiro os pedidos de arquivamento" feitos pelos promotores, completou. Ontem, o MP solicitou o arquivamento de três  denúncias feitas pela polícia.
    Os acusados de homicídio devem ser julgados pelo Tribunal do Júri em Santa Maria. Segundo Louzada, será "indubitavelmente a vara do juri desta cidade" que julgará o caso. Agora, as defesas possuem dez dias para se manifestar.
    Serão processados por homicídio doloso qualificado e 623 tentativas de homicídio os sócios da Kiss Elissandro Callegaro Spohr e Mauro Londero Hoffman, o vocalista da banda Gurizada Fandangueira, Marcelo de Jesus dos Santos, e o produtor Luciano Augusto Bonilha Leão.
    O major do Corpo de Bombeiros Gerson da Rosa Pereira e o sargento Renan Severo Berleze viraram réus por fraude processual.
    Já o ex-sócio da boate Elton Cristiano Uroda e o contador da família Spohr, Volmir Astor Panzer, responderão por falso testemunho.
    Nestes casos, pode haver uma "suspensão do processo" e a "escusa de punibilidade", acordo feito entre a Justiça e a defesa, caso haja uma retratação.
    O juiz ainda indeferiu o pedido do advogado de Elissandro Spohr, Jader Marques, para que o processo fosse apreciado pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.
    O magistrado, entretanto, se manifestou a favor de novas diligências a serem realizadas pela Polícia Civil contra Ângela Aurelia Callegaro e Marlene Teresinha Callegaro (proprietárias da boate no papel), Miguel Caetano Passini (secretário de Mobilidade Urbana de Santa Maria) e Beloyannes Orengo de Pietro Júnior (chefe da fiscalização da Secretaria de Mobilidade Urbana da cidade).
    Sobre a permanência da prisão dos sócios da boate e dos membros da banda Gurizada Fandangueira, o juiz disse que espera a manifestação das defesas.
    "Tenho que aguardar o pedido [de liberdade] para que haja uma manifestação efetiva. Não posso me manifestar porque ainda não sei o fundamento que será trazido pelos defensores."

    Comentários

    Postagens mais visitadas deste blog

    O que é Infarto?

    Sinônimos: Infarto agudo do miocárdio, Parada cardíaca, Ataque cardíaco Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Causas A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias. As artérias coronárias levam sangue e oxigênio para o coração. Se o fluxo sanguíneo estiver bloqueado, o coração ficará sem oxigênio e as células cardíacas morrerão. A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias Um substância dura chamada placa pode se acumular nas paredes de suas artérias coroná…

    Banda Catedral anuncia última turnê e o seu fim

    Em vídeo, os integrantes da banda, Kim, Júlio Cézar e Guilherme Morgado anunciam que o CD e DVD dos 25 anos da banda será o último trabalho. 

    Nesta sexta-feira, 22 de maio, os integrantes da Banda Catedral anunciaram em vídeo, que, a gravação do Cd e DVD em comemoração aos 25 anos da banda, que será gravado em Belém (PA) e em Recife (PE), será o seu último trabalho.

    O último trabalho em vídeo que vai celebrar os 25 anos de carreira da banda, recebeu o nome de “Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos”.

    “Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos” será o quarto trabalho ao vivo do Catedral em DVD. Os outros títulos já lançados são “Catedral 10 Anos Ao Vivo”, “Acima do Nível do Mar - 15 Anos” e “Catedral 20 Anos de Estrada Ao Vivo”. Além desses DVDs, a banda tem outro título, “Mais que Amigos = Irmãos”, em parceria com a banda Novo Som.

    Catedral é uma banda brasileira de rock cristão, formada no Rio de Janeiro em 1988, conhecida por abordar nas letras de suas canções uma mensagem cristã positiva e popula…