Pular para o conteúdo principal

Atuando pela paz na República Centro-Africana

No último mês, a Comunidade Econômica dos Estados da África Central (CEEAC) concordou em dobrar sua missão de manutenção da paz na República Centro-Africana

África Central
O número de forças regionais de manutenção da paz, desenvolvidos pela CEEAC, será elevado de 700 a 2.000, com o objetivo de restaurar a ordem na capital do país, Bangui.
Dois meses depois de os rebeldes da etnia Séléka assumirem o poder, o país mergulhou no caos. O colapso da defesa e das forças de segurança, após a queda do antigo regime, deixou um vácuo de segurança no país.
A representante especial da ONU na República Centro-Africana, Margaret Vogt, descreveu a situação como "horrível e intolerável", em uma recente entrevista ao secretário geral da ONU.
Vogt, que também dirige o Gabinete Integrado de Consolidação da Paz das Nações Unidas na República Centro-Africana (BINUCA), recomendou ao Conselho de Segurança da ONU que sanções individuais fossem impostas contra os "arquitetos" e perpetradores de violações de direitos humanos no país.
Autoridades locais se comprometeram a resolver as questões de segurança, mas militantes do Séléka, que se dizem ser compostos principalmente de estrangeiros dos vizinhos Sudão e Chade, parecem estar fora de controle.
Em maio, lutas com armas e artilharia pesada entraram em erupção em Bangui, quando uma unidade da polícia militar tentou retomar veículos supostamente roubados por elementos do Séléka e foram encontrados em uma casa. Pelo menos quatro pessoas foram mortas e muitas outras feridas, incluindo uma menina, que foi atingida por uma bala.
A persistência da insegurança levou o governo a buscar assistência da França, antiga potência colonial, cujas tropas estavam estacionadas na República Centro Africana por anos.

Há poucas semanas, a Igreja Católica na República Centro-Africana escreveu uma carta ao ex-líder rebelde e novo presidente, Michel Djotodia, levantando preocupações sobre o seu passado e pedindo-lhe para se manifestar contra o sofrimento infligido aos civis, resultado de ações das guerrilhas Séléka. A força de manutenção da paz regional critica violações dos direitos humanos. Leia o relato completo aqui


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Banda Catedral anuncia última turnê e o seu fim

Em vídeo, os integrantes da banda, Kim, Júlio Cézar e Guilherme Morgado anunciam que o CD e DVD dos 25 anos da banda será o último trabalho. 

Nesta sexta-feira, 22 de maio, os integrantes da Banda Catedral anunciaram em vídeo, que, a gravação do Cd e DVD em comemoração aos 25 anos da banda, que será gravado em Belém (PA) e em Recife (PE), será o seu último trabalho.

O último trabalho em vídeo que vai celebrar os 25 anos de carreira da banda, recebeu o nome de “Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos”.

“Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos” será o quarto trabalho ao vivo do Catedral em DVD. Os outros títulos já lançados são “Catedral 10 Anos Ao Vivo”, “Acima do Nível do Mar - 15 Anos” e “Catedral 20 Anos de Estrada Ao Vivo”. Além desses DVDs, a banda tem outro título, “Mais que Amigos = Irmãos”, em parceria com a banda Novo Som.

Catedral é uma banda brasileira de rock cristão, formada no Rio de Janeiro em 1988, conhecida por abordar nas letras de suas canções uma mensagem cristã positiva e popula…

Mensagem do Pr. Clodoaldo

Ouça mais uma mensagem abençoada por Deus através do nosso querido Pr. Clodoaldo, esta mensagem foi entregue dia 05/07/2015 no culto de Santa Ceia no Templo Sede da IEADN.

Seja abençoado em nome de Jesus.













Biografia - Pr. Clodoaldo Alves da Costa

Nascido em 31 de dezembro de 1952 na cidade de Benedito do Rio Preto-MA, filho de dona Maria Alves da Costa e seu Pedro Florêncio Borges, aos 17 anos migrou para o estado do Pará em 1974, onde passou a morar em Itaituba e Santarém e em 05/02/75 aceitou a Cristo Jesus como seu salvador e em maio do mesmo ano foi selado com o Santo Espirito da promessa e em 31/08/75 foi batizado em águas no Rio Tapajós, no ano seguinte foi apresentado como auxiliar do trabalho pelo Pr. Eliezer pastor presidente da igreja, começava ai toda uma trajetória dedicada a Deus. No mesmo ano foi indicado para ajudar o irmão João Gomes na Vila de São Luís do Tapajós e em 1977 retornou para Itaituba para desenvolver um trabalho com mocidade e escola bíblica dominical e em 1978 nosso pastor foi enviado para o Instituto Bíblico Amazônico em Belém, uma escola em regime de internato, ali começou a sua preparação educacional e psicológica para o Santo Ministério, ali passou 3 anos em tempo integral . No final de 1980 no…