Pular para o conteúdo principal

José Junior acusa pastor Marcos Pereira de estar por trás de incêndio na sede do AfroReggae

O pastor Marcos Pereira, líder da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) foi acusado de orquestrar o incêndio que atingiu um prédio do AfroReggae no Complexo do Alemão.
José Junior, coordenador da ONG, afirmou durante uma entrevista coletiva que acredita que Pereira possa estar por trás do incêndio, considerado criminoso.
Segundo Junior, vizinhos ao prédio do AfroReggae disseram ter visto um grupo de duas a quatro pessoas desconhecidas entrando no local na madrugada, antes das chamas consumirem os móveis. “Tudo de mobiliário que estava no prédio foi destruído. Já estava tudo pronto. Poderíamos inaugurar hoje ou amanhã, mas estávamos esperando o fim das férias”, afirmou o coordenador.
Um rapaz de 20 anos que teve 30% do corpo queimado no incêndio é o principal suspeito. Identificado como Wagner Moraes da Silva, o jovem foi socorrido e levado ao Hospital Getúlio Vargas, segundo informações do portal Terra.
Os investigadores da 22ª Delegacia de Polícia estão analisando o caso a partir de evidências colhidas no local. O delegado Reginaldo Guilherme disse que Wagner teve a prisão preventiva decretada pela Justiça por causa da suspeita de que ele seria o autor do incêndio.
No local, além das instalações do AfroReggae, já funcionava em duas salas a redação e o estúdio do jornal comunitário Voz das Comunidades. Materiais de filmagem e móveis que compunham o cenário do estúdio foram destruídos, mas os computadores e câmeras não foram atingidos, pois não estavam no local.
Acusação contra Marcos Pereira é anulada
O processo movido pelo Ministério Público (MP) contra o pastor Marcos Pereira por coação de uma testemunha do caso em que é acusado de estupro foi anulado pela Justiça, de acordo com informações do R7.
Como o processo corre em sigilo, o motivo da anulação não foi divulgado à imprensa. O MP terá que refazer a denúncia contra o pastor, que teria ordenado que pessoas ligadas à ADUD ameaçassem a testemunha.
Como o processo foi anulado, a 7ª Vara Criminal concedeu habeas corpus ao pastor nesta terça-feira , 16 de julho. No entanto Pereira continuará preso, pois a Justiça negou a liberdade temporária no processo em que é acusado de estuprar duas fiéis da denominação.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Banda Catedral anuncia última turnê e o seu fim

Em vídeo, os integrantes da banda, Kim, Júlio Cézar e Guilherme Morgado anunciam que o CD e DVD dos 25 anos da banda será o último trabalho. 

Nesta sexta-feira, 22 de maio, os integrantes da Banda Catedral anunciaram em vídeo, que, a gravação do Cd e DVD em comemoração aos 25 anos da banda, que será gravado em Belém (PA) e em Recife (PE), será o seu último trabalho.

O último trabalho em vídeo que vai celebrar os 25 anos de carreira da banda, recebeu o nome de “Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos”.

“Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos” será o quarto trabalho ao vivo do Catedral em DVD. Os outros títulos já lançados são “Catedral 10 Anos Ao Vivo”, “Acima do Nível do Mar - 15 Anos” e “Catedral 20 Anos de Estrada Ao Vivo”. Além desses DVDs, a banda tem outro título, “Mais que Amigos = Irmãos”, em parceria com a banda Novo Som.

Catedral é uma banda brasileira de rock cristão, formada no Rio de Janeiro em 1988, conhecida por abordar nas letras de suas canções uma mensagem cristã positiva e popula…

Mensagem do Pr. Clodoaldo

Ouça mais uma mensagem abençoada por Deus através do nosso querido Pr. Clodoaldo, esta mensagem foi entregue dia 05/07/2015 no culto de Santa Ceia no Templo Sede da IEADN.

Seja abençoado em nome de Jesus.













Onda de ataques deixa 800 cristãos mortos e 16 igrejas destruídas

A Arquidiocese de Kafanchan divulgou esta semana que os últimos ataques no sul do estado de Kaduna, Nigéria, resultou em mais de 800 mortos. Cinquenta e três aldeias foram invadidas por soldados islâmicos, da etnia fulani. As autoridades reconhecem que falharam em proteger os habitantes locais, mas não anunciaram que providencias tomariam. Durante uma coletiva de imprensa, Ibrahim Yakubu, responsável pela arquidiocese e quatro outros padres apresentaram um relatório completo, mostrando que foram invadidas 1422 casas e destruídas 16 igrejas, além de uma escola primária cristã. Ao total, morreram 808 pessoas e mais 57 ficaram feridos. Ao jornal The National, Yakubu pediu que todas as famílias que perderam entes queridos ou propriedade recebessem algum tipo de compensação e que seja criada uma comissão oficial para investigar os casos. Já o senador Sani Shehu, reclamou que o estado de Kaduna esteja se transformando em “um matadouro e um cemitério onde vidas humanas não tem valor”. Ele af…