Pular para o conteúdo principal

Kirk Cameron acusa Facebook e Youtube de censurarem seu novo filme, “Imparável”, que fala sobre Deus e fé

Na última semana, o ator norte-americano Kirk Cameron publicou em sua página no Facebook uma denúncia contra a rede social, que teria censurado a divulgação do trailer de seu novo filme “Unstoppable” (Imparável, em tradução livre), que fala sobre Deus e aborda questionamentos a respeito de sua fé.
- Apelo a todos os amigos de fé, família e liberdade! O Facebook ‘bloqueou’ oficialmente que eu e você (e todos os outros) postarmos qualquer link para o meu novo filme em UnstoppableTheMovieDOTcom, rotulando o conteúdo como “abusivo”, “não seguro” e “spam”! Eu não posso nem escrever o link real aqui, ou Facebook iria bloquear este post também! Tente postá-lo você mesmo e veja! – escreveu o ator.
Na publicação, Cameron falou também sobre a proposta do filme, que estreia no dia 24 de setembro e tem Deus como tema central.
- Este é o meu filme mais pessoal sobre a fé, a esperança e o amor, e sobre por que Deus permite que coisas ruins aconteçam a pessoas boas. O que tem de “abusivo” ou “não seguro” nisso? – questionou o ator.
A mensagem publicada por Kirk Cameron surtiu efeito, e algumas horas depois ele voltou à rede social para anunciar que o Facebook pediu desculpas e liberou a publicação de conteúdo sobre o filme. Ele afirmou ainda que a liberação aconteceu devido à mobilização das milhares de pessoas que divulgaram sua reclamação. Porém, na mesma publicação, Cameron que o trailer do filme foi bloqueado no YouTube, e pediu novamente a ajuda dos amigos e seguidores para liberar o conteúdo.
- Eles têm bloqueado e marcado o trailer de Imparável como “spam”, “farsa” e “enganoso”! Nós fizemos isso uma vez, e podemos fazer novamente. Por favor, compartilhe este post com todos os seus amigos e incentive o YouTube a desbloquear o trailer – publicou o ator.
A mobilização novamente deu certo e, algumas horas depois o conteúdo sobre o filme estava liberado também no site de vídeos.
Imparável foi feito em parceria com a Liberty University e aparecerá nos cinemas no dia 24 de setembro
Assista ao trailer do filme:
Por Dan Martins, para o Gospel+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Banda Catedral anuncia última turnê e o seu fim

Em vídeo, os integrantes da banda, Kim, Júlio Cézar e Guilherme Morgado anunciam que o CD e DVD dos 25 anos da banda será o último trabalho. 

Nesta sexta-feira, 22 de maio, os integrantes da Banda Catedral anunciaram em vídeo, que, a gravação do Cd e DVD em comemoração aos 25 anos da banda, que será gravado em Belém (PA) e em Recife (PE), será o seu último trabalho.

O último trabalho em vídeo que vai celebrar os 25 anos de carreira da banda, recebeu o nome de “Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos”.

“Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos” será o quarto trabalho ao vivo do Catedral em DVD. Os outros títulos já lançados são “Catedral 10 Anos Ao Vivo”, “Acima do Nível do Mar - 15 Anos” e “Catedral 20 Anos de Estrada Ao Vivo”. Além desses DVDs, a banda tem outro título, “Mais que Amigos = Irmãos”, em parceria com a banda Novo Som.

Catedral é uma banda brasileira de rock cristão, formada no Rio de Janeiro em 1988, conhecida por abordar nas letras de suas canções uma mensagem cristã positiva e popula…

Mensagem do Pr. Clodoaldo

Ouça mais uma mensagem abençoada por Deus através do nosso querido Pr. Clodoaldo, esta mensagem foi entregue dia 05/07/2015 no culto de Santa Ceia no Templo Sede da IEADN.

Seja abençoado em nome de Jesus.













Onda de ataques deixa 800 cristãos mortos e 16 igrejas destruídas

A Arquidiocese de Kafanchan divulgou esta semana que os últimos ataques no sul do estado de Kaduna, Nigéria, resultou em mais de 800 mortos. Cinquenta e três aldeias foram invadidas por soldados islâmicos, da etnia fulani. As autoridades reconhecem que falharam em proteger os habitantes locais, mas não anunciaram que providencias tomariam. Durante uma coletiva de imprensa, Ibrahim Yakubu, responsável pela arquidiocese e quatro outros padres apresentaram um relatório completo, mostrando que foram invadidas 1422 casas e destruídas 16 igrejas, além de uma escola primária cristã. Ao total, morreram 808 pessoas e mais 57 ficaram feridos. Ao jornal The National, Yakubu pediu que todas as famílias que perderam entes queridos ou propriedade recebessem algum tipo de compensação e que seja criada uma comissão oficial para investigar os casos. Já o senador Sani Shehu, reclamou que o estado de Kaduna esteja se transformando em “um matadouro e um cemitério onde vidas humanas não tem valor”. Ele af…