Pular para o conteúdo principal

Bento XVI afirma que renunciou ao papado porque “Deus falou com ele” para deixar o cargo

Em uma entrevista à publicação católica “Zenit”, Bento XVI explicou pela primeira vez o motivo de sua renuncia ao pontificado, em 11 de fevereiro. O papa emérito explicou que decidiu deixar a liderança da Igreja Católica porque Deus disse a ele para fazer isso
- Foi porque Deus me disse – resumiu Bento XVI, em uma entrevista realizada no último domingo, quando fez uma curta viagem até Castelgandolfo, acompanhado de quatro funcionários que trabalharam com ele durante os anos de pontificado e seguem em seus cargos após a renúncia.
- Quanto mais vejo o carisma de Francisco, mais entendo a vontade divina – completou.
De acordo com a reportagem, Bento XVI diz ter tido uma “experiência mística”, na qual o Senhor teria demonstrado um “desejo absoluto” de permanecer a sós com ele, e ressaltou não ter havido qualquer tipo de aparição ou fenômenos semelhantes.
Vivendo atualmente no convento Mater Ecclesiae, nos Jardins do Vaticano, ele reafirmou também que não se trata de uma fuga do mundo, mas que pretendia “refugiar-se em Deus”. Atualmente Bento XVI leva uma vida de clausura, mas, esporadicamente, concede algumas entrevistas. Segundo o jornal O Globo, apesar dessas entrevistas ocasionais, o papa emérito mantem-se reservado, evitando reflexões que poderiam ser interpretadas como “declarações do outro Papa”.
Por Dan Martins, para o Gospel+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagem de Ensinamento com Pr. Clodoaldo Alves da Costa 08/08/2017

Culto de Ensinamento na IEADN em Boa Vista Roraima, com nosso Pastor Presidente Clodoaldo Alves da Costa