Pular para o conteúdo principal

Ex-goleiro Bruno revela tentativa de suicídio e pedido de perdão a Deus em entrevista ao Domingo Espetacular; Assista

O ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, condenado a 22 anos e três meses de prisão pelo sequestro, morte e ocultação de cadáver de Eliza Samúdio concedeu uma entrevista ao jornalista Marcelo Rezende, da TV Record, e falou sobre sua vida após o crime.
A longa reportagem, exibida no Domingo Espetacular, apresentou a versão de Bruno sobre os fatos, e sua franqueza ao admitir que sabia da morte da mãe de seu filho, Bruninho.
Durante a conversa, Bruno disse que não mandou matar a modelo, mas afirmou que no momento que Macarrão voltou apenas com seu filho e as roupas de Eliza, sabia que ela havia sido assassinada.
Bruno falou sobre Deus e a Bíblia quando respondia a uma pergunta de Marcelo Rezende sobre sua tentativa de suicídio no presídio. Ele afirmou que ficou isolado numa cela solitária por dez meses e frisou que um preso comum, é mantido nesse local por apenas 15 dias, e que isso o fez considerar o suicídio.
“Primeiramente, pedi perdão a Deus… Eu peguei o lençol e amarrei o lençol na janela, e me joguei. Eu fiquei pendurado ali mais ou menos, uns dez a quinze segundos e arrebentou a corda. Aí eu caí, peguei uma Bíblia, e poxa… ‘Eu não posso fazer isso. Como é que eu posso dizer que sou temente a Deus fazendo uma coisa dessa?’ Mas isso [foi] logo no início [do período na cadeia]”, disse Bruno.
Para o ex-goleiro, essa experiência é uma oportunidade de crescer e aprender: “Vou dar a volta por cima, ter uma outra cabeça, ter outra mentalidade. Hoje eu posso pensar no futuro melhor, pensar no recomeço… Porque dizem que todo começo e recomeço é difícil, e eu concordo. Meu começo não foi fácil. Mas o recomeço é melhor do que o começo, porque no recomeço, você sabe onde você vai pisar, quem você vai colocar na sua casa, vai dar amor e valorizar à sua família”.
A reportagem foi veiculada no Dia dos Pais, e o jornalista perguntou a Bruno o que ele diria para seu filho se estivesse com ele: “Se ele estivesse aqui, do meu lado, eu ia ao menos poder abraçá-lo e pedir perdão. Mas com certeza, eu vou… Esse momento, um dia há de chegar, e eu preciso só de uma oportunidade, pra eu olhar nos olhos dele, e independente do que aconteceu, [que ele] me perdoe, e que eu possa abraçá-lo, que eu possa dizer que eu o amo”.
Bruno disse ainda que não sequestrou a modelo, pois ela tinha liberdade para entrar e sair, e depois, embora soubesse que Eliza havia sido morta, reforçou que não ordenou o assassinato: “Eu não mandei matar a Eliza. Isso vai morrer assim. Eu vou morrer assim. Eu não mandei matar a Eliza. Isso eu afirmo. Agora [se me perguntarem]: ‘você sabia?’ Eu sabia”.
Trabalhando na prisão em troca da redução de pena, o goleiro diz que acredita que terá a chance de recomeçar: “Eu vou dar a volta por cima. Eu acredito nisso”.
Assista a íntegra da reportagem neste link.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que é Infarto?

Sinônimos: Infarto agudo do miocárdio, Parada cardíaca, Ataque cardíaco Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Causas A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias. As artérias coronárias levam sangue e oxigênio para o coração. Se o fluxo sanguíneo estiver bloqueado, o coração ficará sem oxigênio e as células cardíacas morrerão. A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias Um substância dura chamada placa pode se acumular nas paredes de suas artérias coroná…

Mensagem de Ensinamento com Pr. Clodoaldo Alves da Costa 08/08/2017

Culto de Ensinamento na IEADN em Boa Vista Roraima, com nosso Pastor Presidente Clodoaldo Alves da Costa