Pular para o conteúdo principal

No Brasil, 25% dos padres deixam o ministério para se casar; “Tratar do assunto não é prioridade para o papa”, diz historiador

Recentemente, um padre revelou que solicitou dispensa de suas funções ministeriais para assumir a paternidade de um filho que uma de suas fiéis espera. Agora, o Movimento Nacional das Famílias dos Padres Casados (MNPC) anunciou que atualmente, 25% dos padres brasileiros larga a batina para se casar.
Os dados, segundo o site da revista Exame, não são confirmados pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que não se pronuncia sobre o tema. Todavia, os padres que deixaram o celibato e consequentemente as funções de padre, permanecem ativos em suas paróquias, trabalhando de forma colaborativa com seus sucessores.
O princípio de que os sacerdotes católicos não poderiam se casar foi estabelecido no Concílio de Latrão, em 1139, há quase 900 anos. Desde então, o assunto é tabu na Igreja Católica, e apesar dos padres casados defenderem o celibato opcional, evitam se posicionar sobre o tema “para preservar a mulher e os filhos”.
O MNPC tem acompanhado os passos do papa Francisco, e diz que embora a postura do novo pontífice seja de empatia, não há sinais de que o assunto será abordado em breve: “Estamos contentes com o espírito, as palavras e as atitudes cristãs dele. Mas não dá para saber se e como ele vai enfrentar a realidade dos cerca de 150 mil padres casados no mundo”, diz João Tavares, porta-voz do movimento.
Na visão do experiente professor e historiador Eduardo Hoornaert, 82 anos, padre que atuou por 28 anos e deixou o sacerdócio em 1982, quando se casou, uma eventual readmissão de padres casados não é prioridade para Francisco, que teria outros problemas a resolver: “Formar missionários com boa formação evangélica, sem essa carga de 2 mil anos de dogmas e leis, é a prioridade. É preciso reformular o ministério, e o papa Bergoglio sabe muito bem disso”, opinou.
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que é Infarto?

Sinônimos: Infarto agudo do miocárdio, Parada cardíaca, Ataque cardíaco Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Causas A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias. As artérias coronárias levam sangue e oxigênio para o coração. Se o fluxo sanguíneo estiver bloqueado, o coração ficará sem oxigênio e as células cardíacas morrerão. A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias Um substância dura chamada placa pode se acumular nas paredes de suas artérias coroná…

Mensagem de Ensinamento com Pr. Clodoaldo Alves da Costa 08/08/2017

Culto de Ensinamento na IEADN em Boa Vista Roraima, com nosso Pastor Presidente Clodoaldo Alves da Costa