Pular para o conteúdo principal

Funcionários da Igreja Universal trabalham dobrado e sem água para gravar programação da Rede 21, diz jornalista

Desde o último final de semana, a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) substituiu a Igreja Mundial do poder de Deus (IMPD) na Rede 21, transmitindo diariamente 22 horas de programação através da emissora. A programação transmitida na Rede 21 é produzida pela TV Universal, que também produz os programas que ocupam os horários comprados pela IURD em diferentes emissoras, como Record, Rede TV!, Rede 21, Band e Gazeta, além de 24 horas diárias de programas na internet.
Para dar conta de toda essa programação, que totaliza 83 horas de conteúdo produzidas diariamente, os funcionários da TV Universal estariam trabalhando com carga horária dobrada, e em condições de trabalho precária, segundo a jornalista Márcia Pereira do UOL.
De acordo com Pereira, os funcionários da TV Universal foram pegos de surpresa no dia 7 de novembro com a missão de colocar a programação para a Rede 21 no ar em 48 horas. Para isso, editores e produtores que normalmente cumprem carga horária de 6 a 8 horas por dia chegaram a trabalhar mais de 15 horas seguidas.
A jornalista diz ainda que funcionários da produtora da Igreja Universal dizem não ter água para beber nas instalações da TV Universal, porque a empresa teria parado de comprar galões de água para os funcionários beberem como forma de contenção de despesas.
Apesar do recente aumento na programação feita pela TV Universal, todo material continua sendo produzido com a mesma infraestrutura usada anteriormente, e pela mesma equipe. Segundo o UOL, todo o trabalho para produzir as 83 horas diárias de programação é feito em apenas dois estúdios e três ilhas de edição.

Outro lado

Procurada pelo Gospel+ a Igreja Universal afirmou que “cumpre rigorosamente a legislação trabalhista e as normas coletivas aplicáveis a seus funcionários (…) submetendo-se à fiscalização das autoridades competentes” e ressaltou que “o fluxo de trabalho da TV Universal pode variar, como de qualquer produtora de televisão, mas segue uma programação preestabelecida e obedece parâmetros absolutamente compatíveis com a equipe contratada e com os equipamentos disponíveis”, segundo a nota oficial.
A assessoria da denominação classificou como “risível” a acusação de falta de água para os funcionários e negou a informação.
Por Dan Martins e Renato Cavallera, para o Gospel+

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mensagem de Ensinamento com Pr. Clodoaldo Alves da Costa 08/08/2017

Culto de Ensinamento na IEADN em Boa Vista Roraima, com nosso Pastor Presidente Clodoaldo Alves da Costa