Pular para o conteúdo principal

Rede Globo é a maior patrocinadora da imoralidade no Brasil, diz Malafaia

Novela global causou polêmica ao mostrar beijo lésbico entre duas senhoras


No capítulo de estreia de sua nova novela, “Babilônia”, a Rede Globo mostrou um beijo lésbico protagonizado por duas veteranas da TV, Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg, gerando muitos comentários.
Para os progressistas a emissora mostrou mais uma história de amor entre pessoas do mesmo sexo, mas para os conservadores a emissora repetiu sua fórmula de doutrinar os telespectadores.
Malafaia faz parte desses críticos da emissora e em um texto afirmou que a Globo é a maior patrocinadora da imoralidade no Brasil. “Entra novela e sai novela é a uma verdadeira apologia ao homossexualismo e a todo o tipo de perversão moral. Não tenho nenhuma dúvida que a Rede Globo é a maior patrocinadora da imoralidade e do homossexualismo no Brasil”.
O líder religioso compara a TV brasileira com a americana, onde programas como essas novelas não teriam espaço. “Nos EUA, que é o país mais democrático do mundo, não existe nenhuma possibilidade que entre às 21h e 22h, quando ainda muitas crianças e adolescentes estão acordados, a televisão mostre a imoralidade como a TV brasileira mostra”, escreve.
Para ele é preciso diferenciar liberdade de libertinagem, pois “toda sociedade que não tem limites se autodestrói”. Crítico ferrenho do ativismo gay, Malafaia se tornou um dos maiores inimigos do grupo e enfrenta inúmeras perseguições por se posicionar contra os interesses dessas instituições.
Mas no caso das novelas, o religioso critica a emissora que tem provado em suas últimas produções que pretende vender o homossexualismo na TV. “A Rede Globo tem contribuído para a destruição de valores morais fundamentais para o bem-estar da sociedade, isso é uma afronta a família, uma afronta as crianças e aos adolescentes, a imoralidade que esse veículo de comunicação tem propagado para a sociedade.”

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Banda Catedral anuncia última turnê e o seu fim

Em vídeo, os integrantes da banda, Kim, Júlio Cézar e Guilherme Morgado anunciam que o CD e DVD dos 25 anos da banda será o último trabalho. 

Nesta sexta-feira, 22 de maio, os integrantes da Banda Catedral anunciaram em vídeo, que, a gravação do Cd e DVD em comemoração aos 25 anos da banda, que será gravado em Belém (PA) e em Recife (PE), será o seu último trabalho.

O último trabalho em vídeo que vai celebrar os 25 anos de carreira da banda, recebeu o nome de “Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos”.

“Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos” será o quarto trabalho ao vivo do Catedral em DVD. Os outros títulos já lançados são “Catedral 10 Anos Ao Vivo”, “Acima do Nível do Mar - 15 Anos” e “Catedral 20 Anos de Estrada Ao Vivo”. Além desses DVDs, a banda tem outro título, “Mais que Amigos = Irmãos”, em parceria com a banda Novo Som.

Catedral é uma banda brasileira de rock cristão, formada no Rio de Janeiro em 1988, conhecida por abordar nas letras de suas canções uma mensagem cristã positiva e popula…

Mensagem do Pr. Clodoaldo

Ouça mais uma mensagem abençoada por Deus através do nosso querido Pr. Clodoaldo, esta mensagem foi entregue dia 05/07/2015 no culto de Santa Ceia no Templo Sede da IEADN.

Seja abençoado em nome de Jesus.













Onda de ataques deixa 800 cristãos mortos e 16 igrejas destruídas

A Arquidiocese de Kafanchan divulgou esta semana que os últimos ataques no sul do estado de Kaduna, Nigéria, resultou em mais de 800 mortos. Cinquenta e três aldeias foram invadidas por soldados islâmicos, da etnia fulani. As autoridades reconhecem que falharam em proteger os habitantes locais, mas não anunciaram que providencias tomariam. Durante uma coletiva de imprensa, Ibrahim Yakubu, responsável pela arquidiocese e quatro outros padres apresentaram um relatório completo, mostrando que foram invadidas 1422 casas e destruídas 16 igrejas, além de uma escola primária cristã. Ao total, morreram 808 pessoas e mais 57 ficaram feridos. Ao jornal The National, Yakubu pediu que todas as famílias que perderam entes queridos ou propriedade recebessem algum tipo de compensação e que seja criada uma comissão oficial para investigar os casos. Já o senador Sani Shehu, reclamou que o estado de Kaduna esteja se transformando em “um matadouro e um cemitério onde vidas humanas não tem valor”. Ele af…