Pular para o conteúdo principal

Islamismo alcançará cristianismo em número de fiéis em 2050

O relatório, intitulado "O futuro das religiões do mundo: População e Projeções de Crescimento 2010-2050", constata que o islamismo é a religião que mais cresce no mundo.

Ainda que, atualmente, o cristianismo seja maioria global, o islamismo é a religião que mais cresce no mundo, e dados comprovam isso. Segundo um novo estudo do Pew Research Center, publicado na última quinta-feira (2), a religião alcançará o cristianismo em número de fiéis em 2050, se a tendência se mantiver.

O relatório, intitulado "O futuro das religiões do mundo: População e Projeções de Crescimento 2010-2050", constata que atualmente existem 1,6 bilhão de muçulmanos em todo o planeta, enquanto os cristãos somam 2,17 bilhões de seguidores, diferença que diminuirá muito em quatro décadas.

O estudo calcula que, em 2050, os cristãos serão 2,9 bilhões de pessoas, enquanto os muçulmanos, com um aumento percentual muito maior, chegarão a 2,7 bilhões. Segundo as projeções, o islamismo será praticado por 29,7% da população mundial, enquanto o cristianismo será a religião de 31,4%.

Com a exceção dos budistas, todos os principais grupos religiosos crescerão em números até 2050, mas alguns deles em velocidade menor do que o próprio crescimento populacional do planeta, segundo o relatório.

Muito do crescimento muçulmano se deve a taxa de fertilidade, que é a maior comparada à outras religiões. Islâmicos geram 3.1 filhos por mulher, com a menor média de idade: aos 23 anos. Em segundo lugar, os cristãos geram 2.7 filhos por mulher, seguidos por hindus (2.4), judeus (2.3), ateus (1.7) e budistas (1.6).

Em 2050, a Índia será o país com a maior população muçulmana do mundo. A Europa perderá cerca de 100 milhões de cristãos, o que representa quase 10% da população. Segundo o estudo, o crescimento de cristãos será notável na América do Norte, Oriente Médio, América Latina e Caribe, África Subsaariana e Ásia-Pacífico, algo que se deve sobretudo ao crescimento populacional.

Os dados surpreendentes não ficam por aqui. Entre 2010 e 2050, o número de judeus crescerá em torno de 13 mil para 16 mil. Metade destes viverão em Israel, que terá mais três milhões de judeus no seu território.

Na América Latina, a pesquisa prevê que os cristãos seguirão sendo o maior grupo religioso nas próximas décadas, inclusive com um crescimento de 25% de 2010 a 2050, de 531 milhões para 666 milhões. No entanto, maior que o crescimento de cristãos será o de ateus, de 45 milhões em 2010 para 65 milhões em 2050.

O relatório diz ainda que em grande parte da América Latina se produziu um considerável mudança do catolicismo para o protestantismo.

Fonte: Guia-me

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Banda Catedral anuncia última turnê e o seu fim

Em vídeo, os integrantes da banda, Kim, Júlio Cézar e Guilherme Morgado anunciam que o CD e DVD dos 25 anos da banda será o último trabalho. 

Nesta sexta-feira, 22 de maio, os integrantes da Banda Catedral anunciaram em vídeo, que, a gravação do Cd e DVD em comemoração aos 25 anos da banda, que será gravado em Belém (PA) e em Recife (PE), será o seu último trabalho.

O último trabalho em vídeo que vai celebrar os 25 anos de carreira da banda, recebeu o nome de “Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos”.

“Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos” será o quarto trabalho ao vivo do Catedral em DVD. Os outros títulos já lançados são “Catedral 10 Anos Ao Vivo”, “Acima do Nível do Mar - 15 Anos” e “Catedral 20 Anos de Estrada Ao Vivo”. Além desses DVDs, a banda tem outro título, “Mais que Amigos = Irmãos”, em parceria com a banda Novo Som.

Catedral é uma banda brasileira de rock cristão, formada no Rio de Janeiro em 1988, conhecida por abordar nas letras de suas canções uma mensagem cristã positiva e popula…

Mensagem do Pr. Clodoaldo

Ouça mais uma mensagem abençoada por Deus através do nosso querido Pr. Clodoaldo, esta mensagem foi entregue dia 05/07/2015 no culto de Santa Ceia no Templo Sede da IEADN.

Seja abençoado em nome de Jesus.













Onda de ataques deixa 800 cristãos mortos e 16 igrejas destruídas

A Arquidiocese de Kafanchan divulgou esta semana que os últimos ataques no sul do estado de Kaduna, Nigéria, resultou em mais de 800 mortos. Cinquenta e três aldeias foram invadidas por soldados islâmicos, da etnia fulani. As autoridades reconhecem que falharam em proteger os habitantes locais, mas não anunciaram que providencias tomariam. Durante uma coletiva de imprensa, Ibrahim Yakubu, responsável pela arquidiocese e quatro outros padres apresentaram um relatório completo, mostrando que foram invadidas 1422 casas e destruídas 16 igrejas, além de uma escola primária cristã. Ao total, morreram 808 pessoas e mais 57 ficaram feridos. Ao jornal The National, Yakubu pediu que todas as famílias que perderam entes queridos ou propriedade recebessem algum tipo de compensação e que seja criada uma comissão oficial para investigar os casos. Já o senador Sani Shehu, reclamou que o estado de Kaduna esteja se transformando em “um matadouro e um cemitério onde vidas humanas não tem valor”. Ele af…