Pular para o conteúdo principal

Igreja evangélica cria “culto selfie” para atrair jovens

Uma igreja resolveu usar a moda das selfies (autorretrato) para incentivar os jovens a frequentarem os cultos. O que para muitas igrejas é uma dor de cabeça, para a denominação Missão em Vitória, é um atrativo.

Ao contrário do padre que instalou um bloqueador de celular para evitar que os fiéis usassem seus aparelhos durante a missa, a iniciativa do pastor Junior Santos envolve um concurso de selfies com um iPhone de prêmio para os participantes que fizerem as fotos durante o culto, que será realizado na próxima quarta-feira, 29 de abril, em Vitória, capital do Espírito Santo.

Open in new window“Selfie significa autorretrato. Em todo culto fazemos um autorretrato, nos colocando diante de Deus sem reservas, mostrando nossas imperfeições. A Ele cabe passar o Photoshop”, diz o pastor Santos.

Segundo o idealizador, a ideia é que os jovens tenham acesso à Palavra de Deus numa linguagem que faça parte de seu cotidiano. O investimento no culto selfie incluiu ainda modificações na estrutura da igreja, que terá um púlpito no formato de um smartphone e um telão emoldurado, em alusão a um dispositivo tablet.

De acordo com informações do site Guia-me, os organizadores esperam que até mil jovens compareçam ao culto selfie. Além do iPhone de presente, o culto terá a participação dos pastores Hudson Meira, da Igreja Batista da Lagoinha (IBL), Nelson Junior, líder do Eu Escolhi Esperar, e da cantora Bruna Olly.

Uma das regras do culto é fazer selfies durante a celebração. Para concorrer ao iPhone, os jovens deverão publicar as fotos nas redes sociais com a hashtag #cultoselfiemissãovitória.

Os três convidados selecionarão as três melhores selfies e os participantes do culto escolherão a melhor dentre essas três. A imagem vencedora será usada para divulgar os próximos cultos selfie que a denominação pretende promover mensalmente.

Fonte: Gospel Mais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Banda Catedral anuncia última turnê e o seu fim

Em vídeo, os integrantes da banda, Kim, Júlio Cézar e Guilherme Morgado anunciam que o CD e DVD dos 25 anos da banda será o último trabalho. 

Nesta sexta-feira, 22 de maio, os integrantes da Banda Catedral anunciaram em vídeo, que, a gravação do Cd e DVD em comemoração aos 25 anos da banda, que será gravado em Belém (PA) e em Recife (PE), será o seu último trabalho.

O último trabalho em vídeo que vai celebrar os 25 anos de carreira da banda, recebeu o nome de “Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos”.

“Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos” será o quarto trabalho ao vivo do Catedral em DVD. Os outros títulos já lançados são “Catedral 10 Anos Ao Vivo”, “Acima do Nível do Mar - 15 Anos” e “Catedral 20 Anos de Estrada Ao Vivo”. Além desses DVDs, a banda tem outro título, “Mais que Amigos = Irmãos”, em parceria com a banda Novo Som.

Catedral é uma banda brasileira de rock cristão, formada no Rio de Janeiro em 1988, conhecida por abordar nas letras de suas canções uma mensagem cristã positiva e popula…

Mensagem do Pr. Clodoaldo

Ouça mais uma mensagem abençoada por Deus através do nosso querido Pr. Clodoaldo, esta mensagem foi entregue dia 05/07/2015 no culto de Santa Ceia no Templo Sede da IEADN.

Seja abençoado em nome de Jesus.













Onda de ataques deixa 800 cristãos mortos e 16 igrejas destruídas

A Arquidiocese de Kafanchan divulgou esta semana que os últimos ataques no sul do estado de Kaduna, Nigéria, resultou em mais de 800 mortos. Cinquenta e três aldeias foram invadidas por soldados islâmicos, da etnia fulani. As autoridades reconhecem que falharam em proteger os habitantes locais, mas não anunciaram que providencias tomariam. Durante uma coletiva de imprensa, Ibrahim Yakubu, responsável pela arquidiocese e quatro outros padres apresentaram um relatório completo, mostrando que foram invadidas 1422 casas e destruídas 16 igrejas, além de uma escola primária cristã. Ao total, morreram 808 pessoas e mais 57 ficaram feridos. Ao jornal The National, Yakubu pediu que todas as famílias que perderam entes queridos ou propriedade recebessem algum tipo de compensação e que seja criada uma comissão oficial para investigar os casos. Já o senador Sani Shehu, reclamou que o estado de Kaduna esteja se transformando em “um matadouro e um cemitério onde vidas humanas não tem valor”. Ele af…