Pular para o conteúdo principal

Gregório Duvivier propõe guerra contra “ditadura crente”: “Vamos infernizar a bancada evangélica”

O humorista Gregório Duvivier convocou, através de seu perfil no Twitter, uma perseguição ideológica à bancada evangélica da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (ALERJ), em protesto contra o projeto de lei que quer criminalizar as sátiras às religiões.
O projeto, de autoria do deputado Fábio Silva (PMDB), tem como objetivo proibir manifestações públicas e culturais que ridicularizem dogmas e crenças religiosas, de acordo com informações do jornal O Dia.
A proposta cita como exemplo charges e encenações teatrais que satirizem ou submetam ao ridículo as crenças religiosas. O parlamentar, que é filho do pastor, empresário e ex-deputado Francisco Silva, intensificou o debate em torno dessa questão após o caso envolvendo o transexual Viviany Belebony, que desfilou “crucificado” na Parada Gay em São Paulo.
“A 19ª Parada do Orgulho LGBT, realizada no dia 07 de junho em São Paulo chocou o país como um todo. Não só pela passeata em si, mas pelo desrespeito e intolerância religiosa que ficou evidente na infeliz encenação da crucificação de Jesus por um transexual”, diz trecho do texto do projeto.

Duvivier, contrário à proposta do deputado Silva, propôs a seus seguidores que infernizassem os parlamentares da bancada evangélica que apoiarem a projeto.
“O Rio não pode virar uma ditadura crente […] Vamos infernizar essa bancada evangélica carioca?”, convidou Duvivier. O tweet foi republicado pelo deputado federal e ativista gay Jean Wyllys (PSOL-RJ).
O incômodo de Gregório Duvivier – que é ateu – com o projeto do deputado Fábio Silva se deve ao fato de que a produtora de vídeos Porta dos Fundos, da qual ele faz parte, é uma das que mais usam temas religiosos em seus esquetes de humor, incluindo sátiras ao cristianismo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Banda Catedral anuncia última turnê e o seu fim

Em vídeo, os integrantes da banda, Kim, Júlio Cézar e Guilherme Morgado anunciam que o CD e DVD dos 25 anos da banda será o último trabalho. 

Nesta sexta-feira, 22 de maio, os integrantes da Banda Catedral anunciaram em vídeo, que, a gravação do Cd e DVD em comemoração aos 25 anos da banda, que será gravado em Belém (PA) e em Recife (PE), será o seu último trabalho.

O último trabalho em vídeo que vai celebrar os 25 anos de carreira da banda, recebeu o nome de “Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos”.

“Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos” será o quarto trabalho ao vivo do Catedral em DVD. Os outros títulos já lançados são “Catedral 10 Anos Ao Vivo”, “Acima do Nível do Mar - 15 Anos” e “Catedral 20 Anos de Estrada Ao Vivo”. Além desses DVDs, a banda tem outro título, “Mais que Amigos = Irmãos”, em parceria com a banda Novo Som.

Catedral é uma banda brasileira de rock cristão, formada no Rio de Janeiro em 1988, conhecida por abordar nas letras de suas canções uma mensagem cristã positiva e popula…

Mensagem do Pr. Clodoaldo

Ouça mais uma mensagem abençoada por Deus através do nosso querido Pr. Clodoaldo, esta mensagem foi entregue dia 05/07/2015 no culto de Santa Ceia no Templo Sede da IEADN.

Seja abençoado em nome de Jesus.













Onda de ataques deixa 800 cristãos mortos e 16 igrejas destruídas

A Arquidiocese de Kafanchan divulgou esta semana que os últimos ataques no sul do estado de Kaduna, Nigéria, resultou em mais de 800 mortos. Cinquenta e três aldeias foram invadidas por soldados islâmicos, da etnia fulani. As autoridades reconhecem que falharam em proteger os habitantes locais, mas não anunciaram que providencias tomariam. Durante uma coletiva de imprensa, Ibrahim Yakubu, responsável pela arquidiocese e quatro outros padres apresentaram um relatório completo, mostrando que foram invadidas 1422 casas e destruídas 16 igrejas, além de uma escola primária cristã. Ao total, morreram 808 pessoas e mais 57 ficaram feridos. Ao jornal The National, Yakubu pediu que todas as famílias que perderam entes queridos ou propriedade recebessem algum tipo de compensação e que seja criada uma comissão oficial para investigar os casos. Já o senador Sani Shehu, reclamou que o estado de Kaduna esteja se transformando em “um matadouro e um cemitério onde vidas humanas não tem valor”. Ele af…