Pular para o conteúdo principal

Pastor auxilia vítimas do terrorismo do Estado Islâmico na Síria e evangeliza muçulmanos

Um pastor que atua sob suporte da Missão Portas Abertas na cidade de Aleppo, Síria, testemunhou a conversão de uma senhora que teve sua casa destruída pelo ataque dos extremistas muçulmanos do Estado Islâmico.
Samuel, que lidera uma denominação na cidade, revelou que uma mulher idosa sobreviveu ao ataque feito através de mísseis, mas perdeu tudo que tinha. E quando estava à beira do desespero, encontrou a igreja e recebeu ajuda.
Segundo informações da Portas Abertas, o pastor Samuel é um dos muitos pastores sírios que trabalham com ajuda da Missão, que envia a eles alimentos, kits de higiene, assistência médica e combustível.
De acordo com o pastor, a vida dessa senhora só foi salva por causa da presença da Igreja na cidade: “Uma senhora na casa dos setenta anos me procurou com lágrimas nos olhos, pedindo orientação e ajuda. Sua casa havia sido destruída e ela sobreviveu milagrosamente aos bombardeios. Um foguete atingiu o seu apartamento enquanto ela estava em casa. Graças a Deus, a mulher conseguiu sair ilesa, mas a casa ficou completamente destruída. Ela me pediu para ajudá-la a encontrar um lugar para viver. Depois de tentar acalmá-la, eu compartilhei com ela sobre a graça de Deus e sobre o milagre que ele realizou na sua vida. Eu falei como Deus trabalha de formas misteriosas e expliquei que ele está conosco o tempo todo”, relatou.
 acalmá-la, o pastor passou a procurar uma forma de ajudar a idosa a encontrar um teto: “Juntos, encontramos uma solução para o seu problema de habitação. Ela concordou em morar com outra mulher da mesma faixa etária e que era sozinha. A mulher tinha me pedido várias vezes para encontrar alguém para ficar com ela e afirmou que não cobraria nada. Ela pediu apenas que a pessoa estivesse disposta a ajudá-la, porque ela estava doente. Depois de organizar a sua estadia, nós conseguimos encontrar roupas de segunda mão para ela vestir, bem como um pacote de alimentos e alguma ajuda financeira. Oramos juntos e agradecemos a Deus por suas providências. Os olhos da senhora ficaram novamente cheios de lágrimas. Quando ela chegou aqui, chorava sem esperança. Agora ela estava em lágrimas novamente, mas com lágrimas de gratidão”.
“Quando cheguei, estava em uma situação muito infeliz e pensando em acabar com a minha vida. Mas Deus me salvou através da igreja. Obrigado, Senhor”, agradeceu a idosa que recebeu ajuda.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Banda Catedral anuncia última turnê e o seu fim

Em vídeo, os integrantes da banda, Kim, Júlio Cézar e Guilherme Morgado anunciam que o CD e DVD dos 25 anos da banda será o último trabalho. 

Nesta sexta-feira, 22 de maio, os integrantes da Banda Catedral anunciaram em vídeo, que, a gravação do Cd e DVD em comemoração aos 25 anos da banda, que será gravado em Belém (PA) e em Recife (PE), será o seu último trabalho.

O último trabalho em vídeo que vai celebrar os 25 anos de carreira da banda, recebeu o nome de “Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos”.

“Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos” será o quarto trabalho ao vivo do Catedral em DVD. Os outros títulos já lançados são “Catedral 10 Anos Ao Vivo”, “Acima do Nível do Mar - 15 Anos” e “Catedral 20 Anos de Estrada Ao Vivo”. Além desses DVDs, a banda tem outro título, “Mais que Amigos = Irmãos”, em parceria com a banda Novo Som.

Catedral é uma banda brasileira de rock cristão, formada no Rio de Janeiro em 1988, conhecida por abordar nas letras de suas canções uma mensagem cristã positiva e popula…

Mensagem do Pr. Clodoaldo

Ouça mais uma mensagem abençoada por Deus através do nosso querido Pr. Clodoaldo, esta mensagem foi entregue dia 05/07/2015 no culto de Santa Ceia no Templo Sede da IEADN.

Seja abençoado em nome de Jesus.













Onda de ataques deixa 800 cristãos mortos e 16 igrejas destruídas

A Arquidiocese de Kafanchan divulgou esta semana que os últimos ataques no sul do estado de Kaduna, Nigéria, resultou em mais de 800 mortos. Cinquenta e três aldeias foram invadidas por soldados islâmicos, da etnia fulani. As autoridades reconhecem que falharam em proteger os habitantes locais, mas não anunciaram que providencias tomariam. Durante uma coletiva de imprensa, Ibrahim Yakubu, responsável pela arquidiocese e quatro outros padres apresentaram um relatório completo, mostrando que foram invadidas 1422 casas e destruídas 16 igrejas, além de uma escola primária cristã. Ao total, morreram 808 pessoas e mais 57 ficaram feridos. Ao jornal The National, Yakubu pediu que todas as famílias que perderam entes queridos ou propriedade recebessem algum tipo de compensação e que seja criada uma comissão oficial para investigar os casos. Já o senador Sani Shehu, reclamou que o estado de Kaduna esteja se transformando em “um matadouro e um cemitério onde vidas humanas não tem valor”. Ele af…