Pular para o conteúdo principal

Deputados evangélicos se manifestam sobre anulação do impeachment

Enquanto a grande mídia debate incessantemente o pedido de anulação do impeachment da presidente Dilma, feita pelo deputado Waldir Maranhão (PP/MA), o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM/RJ) pede calma.
Em vídeo postado nas redes sociais no início desta segunda (9), ele explica que não há legalidade e que a decisão deve ser derrubada no Supremo Tribunal Federal (STF) ainda hoje. Tesoureiro da Frente Parlamentar Evangélica, Sóstenes foi um dos membros da bancada mais vocais em prol do afastamento de Dilma.
Ele explica que essa é apenas mais uma manobra gerada pelos partidos de esquerda para tumultuar o processo. Tranquilizando seus seguidores nas redes, asseverou que é “uma decisão ilegal, unilateral”.
Também lembrou dos escândalos de corrupção do Partido dos Trabalhadores e seus aliados. Mencionou ainda que, segundo vem sendo divulgado, Maranhão está agindo segundo as ordens do governador Flávio Dino (PCdoB).
No domingo, Dino se encontrou com Maranhão em São Luís, onde os dois moram. Foram juntos para Brasília num avião da Força Aérea Brasileira, onde escreveram a decisão que atende a um recurso da Advocacia-Geral da União (AGU).
Chamando os dois de “antirrepublicanos”, já avisa que Waldir Maranhão “não tem autoridade moral” para presidir a Câmara dos Deputados.
O deputado Onix Lorenzoni (DEM/RS), integrante da bancada, usou as redes sociais para manifestar sua indignação. Classificou a decisão de Maranhão de “maluquice” e disse que o Brasil está cansado das manobras do PT. Na postagem, escreveu ainda “Vai ter impeachment, sim”.
O deputado Fernando Francischini (SD/PR), que também é membro da bancada, anunciou que está entrando com um mandato de segurança no STF onde pede a anulação da decisão de Maranhão.
“Esperamos uma decisão sóbria e equilibrada do STF, que determinou um rito que o Congresso vem cumprindo rigorosamente”, explicou Francischini. Lembrou que a decisão do plenário da Câmara dos Deputados é “soberana” e já foi consolidada pelo Senado. “O atual presidente interino da Câmara é ‘incompetente’ para esta decisão”, finalizou.
O senador Magno Malta (PR/ES), que é pastor, publicou um vídeo dizendo que nada muda na votação no Senado. Ele quis tranquilizar os brasileiros e lembrou que essa ação não segue o regimento interno da Câmara e por isso, será invalidada.
Fonte: Gospel Prime

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que é Infarto?

Sinônimos: Infarto agudo do miocárdio, Parada cardíaca, Ataque cardíaco Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Um ataque cardíaco ocorre quando o fluxo de sangue para uma parte do coração é bloqueado por um tempo prolongado, de modo que parte do músculo cardíaco seja danificado ou morra. Os médicos chamam isso de infarto do miocárdio. Causas A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias. As artérias coronárias levam sangue e oxigênio para o coração. Se o fluxo sanguíneo estiver bloqueado, o coração ficará sem oxigênio e as células cardíacas morrerão. A maioria dos ataques cardíacos é causada por um coágulo sanguíneo que bloqueia uma das artérias coronárias Um substância dura chamada placa pode se acumular nas paredes de suas artérias coroná…

Mensagem do Pr. Clodoaldo

Ouça mais uma mensagem abençoada por Deus através do nosso querido Pr. Clodoaldo, esta mensagem foi entregue dia 05/07/2015 no culto de Santa Ceia no Templo Sede da IEADN.

Seja abençoado em nome de Jesus.













Profecias sobre a Síria estão se cumprindo em nossos dias?

O ataque mais recente das forças dos Estados Unidos voltaram os olhos do mundo para a Síria. Há quase sete anos em guerra, o país está sendo destroçado por uma guerra civil que transformou parte da nação em uma pilha de ruínas. Agora que o presidente Trump afirma que podem ocorrer mais ataques militares, o presidente Bashar Al Assad já admite que lhe restam poucas alternativas. Alguns estudiosos das profecias lembram de Isaías 17: 1. Cerca de 750 anos antes de Cristo o profeta anunciou: “Eis que Damasco será tirada, e já não será cidade, antes será um montão de ruínas”. Até o momento, a capital da Síria foi preservada de grandes ataques, pois os jihadistas do Estado Islâmico e grupos associados mantinham o controle apenas da porção norte do país, mas os conflitos se aproximam da cidade, sede do governo. Uma das cidades continuamente habitada mais antigas do mundo, ela nunca viu uma destruição como a anunciada por Isaías.  Até recentemente dizia-se que o cumprimento da profecias deu-se…