Pular para o conteúdo principal

Chapecoense: zagueiro Neto prega em jogo de final e emociona: “O amor de Deus faz diferença”

Um dos sobreviventes da tragédia da Chapecoense, o zagueiro Neto emocionou os torcedores e telespectadores na noite de ontem, 04 de abril, na cerimônia de abertura da partida entre o clube catarinense e o Atletico Nacional da Colômbia pela Recopa Sul-Americana.
Neto, assim como o lateral-esquerdo Alan Ruschel e o goleiro Jackson Follmann, foram os únicos jogadores que sobreviveram à queda do avião que transportava a Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana, no dia 29 de novembro de 2016. Mais de 70 pessoas perderam a vida no acidente.
Como o Atlético Nacional venceu a Taça Libertadores de 2016 e abdicou do título da Sul-Americana em favor da Chapecoense, a partida da Recopa reuniu os dois times novamente, propiciando a partida que nunca aconteceu em Medellín.
Uma série de homenagens foram preparadas na Arena Condá, estádio da Chape, e os sobreviventes da tragédia foram ao gramado dar uma palavra, levando os presentes às lágrimas.
“Queria agradecer a todos. Dizer para vocês que aqui estão que a minha convicção está anida mais forte depois de tudo que vivi. Não esperem um avião cair para dizer ‘eu te amo’, para pedir perdão, para dar um abraço, para dar um beijo. Você tem a oportunidade todos os dias de fazer diferente, de fazer o amor. O amor de Deus faz diferença”, afirmou Neto.
O zagueiro, que ainda está em processo de recuperação para voltar a jogar, foi aplaudido de forma emocionante. Suas palavras foram reiteradas pelo lateral-esquerdo Alan Ruschel.
“Difícil falar num momento como esse. Mas estamos aqui para agradecer a todos que estão aqui, todos que oraram por nós, quem mandou energia positiva, porque com certeza elas chegaram. As orações de vocês fizeram para a gente estar aqui hoje”, disse o jogador.
Ao final da partida, a Chapecoense saiu vencedora, por 2×1. O próximo jogo será disputado no dia 10 de maio, em Medellín, no estádio Atanasio Girardot. Se o jogo terminar empatado, a Chape será campeã da Recopa.
Fonte: Gospel +

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Banda Catedral anuncia última turnê e o seu fim

Em vídeo, os integrantes da banda, Kim, Júlio Cézar e Guilherme Morgado anunciam que o CD e DVD dos 25 anos da banda será o último trabalho. 

Nesta sexta-feira, 22 de maio, os integrantes da Banda Catedral anunciaram em vídeo, que, a gravação do Cd e DVD em comemoração aos 25 anos da banda, que será gravado em Belém (PA) e em Recife (PE), será o seu último trabalho.

O último trabalho em vídeo que vai celebrar os 25 anos de carreira da banda, recebeu o nome de “Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos”.

“Música Inteligente Ao Vivo 25 Anos” será o quarto trabalho ao vivo do Catedral em DVD. Os outros títulos já lançados são “Catedral 10 Anos Ao Vivo”, “Acima do Nível do Mar - 15 Anos” e “Catedral 20 Anos de Estrada Ao Vivo”. Além desses DVDs, a banda tem outro título, “Mais que Amigos = Irmãos”, em parceria com a banda Novo Som.

Catedral é uma banda brasileira de rock cristão, formada no Rio de Janeiro em 1988, conhecida por abordar nas letras de suas canções uma mensagem cristã positiva e popula…

Mensagem do Pr. Clodoaldo

Ouça mais uma mensagem abençoada por Deus através do nosso querido Pr. Clodoaldo, esta mensagem foi entregue dia 05/07/2015 no culto de Santa Ceia no Templo Sede da IEADN.

Seja abençoado em nome de Jesus.













Onda de ataques deixa 800 cristãos mortos e 16 igrejas destruídas

A Arquidiocese de Kafanchan divulgou esta semana que os últimos ataques no sul do estado de Kaduna, Nigéria, resultou em mais de 800 mortos. Cinquenta e três aldeias foram invadidas por soldados islâmicos, da etnia fulani. As autoridades reconhecem que falharam em proteger os habitantes locais, mas não anunciaram que providencias tomariam. Durante uma coletiva de imprensa, Ibrahim Yakubu, responsável pela arquidiocese e quatro outros padres apresentaram um relatório completo, mostrando que foram invadidas 1422 casas e destruídas 16 igrejas, além de uma escola primária cristã. Ao total, morreram 808 pessoas e mais 57 ficaram feridos. Ao jornal The National, Yakubu pediu que todas as famílias que perderam entes queridos ou propriedade recebessem algum tipo de compensação e que seja criada uma comissão oficial para investigar os casos. Já o senador Sani Shehu, reclamou que o estado de Kaduna esteja se transformando em “um matadouro e um cemitério onde vidas humanas não tem valor”. Ele af…